Disciplina Discipline MPS5737
Álcool e Drogas: Atualização em Metodologia de Pesquisas

Área de Concentração: 5142

Concentration area: 5142

Criação: 13/02/2014

Creation: 13/02/2014

Ativação: 08/05/2014

Activation: 08/05/2014

Nr. de Créditos: 6

Credits: 6

Carga Horária:

Workload:

Teórica

(por semana)

Theory

(weekly)

Prática

(por semana)

Practice

(weekly)

Estudos

(por semana)

Study

(weekly)

Duração Duration Total Total
2 2 6 9 semanas 9 weeks 90 horas 90 hours

Docente Responsável:

Professor:

Arthur Guerra de Andrade

Objetivos:

Discutir as principais metodologias de pesquisas referentes ao abuso e dependência de álcool e outras drogas. O curso tem como principal objetivo promover o desenvolvimento de visão critica das principais técnicas metodológicas, em nível pós-graduação, incluindo pesquisas referentes à prevenção e ao tratamento, a fim de propiciar melhoria no planejamento de desenhos de estudos. Esta disciplina contará com a participação presencial do professor Emérito Marc Schuckit do Departamento de Psiquiatria da Universidade de San Diego. O prof. Schuckit também é editor do Journal of Studies on Alcohol and Drugs, membro do comitê da 5ª edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) e criador do Alcohol Medical Scholars Program (AMSP), programa que visa otimizar o ensino nas faculdades de medicina considerando a identificação e o cuidado de indivíduos dependentes de álcool e outras substâncias. O presente professor é uma autoridade em transtornos relacionados ao uso de álcool, considerando aspectos genéticos, comorbidades psiquiátricas, tratamento e prevenção. Seus estudos mais recentes focam na prevenção em universitários com baixa resposta ao uso de álcool. Com mais de 600 artigos publicados o prof. Schuckit é um dos mais importantes pesquisadores da atualidade em álcool (fator H = 75). Marc Schuckit recebeu título de bacharel em ciências da Universidade de Wisconsin, título de médico da Universidade de Washington, internato no Cedars Sinai Medical Center, e foi residente em psiquiatria na Universidade de Washington e UCSD. Ele era assessor especial do Comandante do Centro de Pesquisa de Saúde Naval (1972-1974), e foi o primeiro diretor do Instituto de Álcool e Drogas, da Universidade de Washington (1975-1978). Ele voltou para San Diego como Professor de Psiquiatria, bem como Diretor do Programa de Tratamento de Álcool e Drogas, da Universidade da Califórnia, em San Diego, e o VA San Diego Healthcare System, que dirigiu até 1 º de julho de 2009. No que se refere a linha de pesquisa, o foco principal do Dr. Schuckit é o álcool e as drogas. Ele foi presidente do grupo de trabalho em transtornos relacionados ao uso de substâncias no DSM-IV e um membro do comitê de DSM-V. Além disso, publicou artigos sobre os critérios diagnósticos ideais para transtornos por uso de substâncias. Sobre a genética do alcoolismo, Dr. Schuckit realizou estudos 18 em indivíduos adotados, identificou uma característica genética que os impactos sobre o risco de alcoolismo elevada (o baixo nível de resposta ao álcool), e agora está descobrindo genes relacionados. Ele está completando a 25 anos de follow-up (94% de sucesso) de filhos de alcoólatras, onde ele está identificando os eventos ambientais que possam incidir sobre a forma como a predisposição biológica para a dependência do álcool é mediado. Uma área de pesquisa adicional é co-morbidade entre transtornos do uso de substâncias e as principais condições psiquiátricas. A participação do prof. Schuckit tem papel fundamental para alcançar os objetivos bem como auxiliar na internacionalização do presente programa de pós-graduação.

Justificativa:

O uso e abuso de álcool e drogas é um problema de grandes repercussões médicas, psicológicas e sociais. Apesar de sua relevante prevalência, há carência de pesquisas que possam embasar cientificamente as atuais praticas utilizadas para o enfrentamento desta questão. Este curso oferece informações para a leitura critica e contribuí para o desenvolvimento de pesquisas com maior rigor metodológico neste campo.

Conteúdo:

Aulas teóricas: 1) metodologia de pesquisa em genética, vulnerabilidade, e baixa resposta ao uso de álcool; 2) técnicas de investigações dos aspectos que influenciam o uso do álcool em universitários; 3) avaliação critica das alterações dos critérios diagnósticos no DSM-5 e submissão de artigos científicos na área de álcool e drogas: seleção do jornal apropriado e interpretação dos pareceres; 4) investigações epidemiológicas e fatores de risco no Brasil e no mundo; 5) álcool – uso entre universitários e a prevenção do dirigir intoxicado; 6) pesquisas atuais sobre os aspectos neuropsicológicos em dependência química; 7)métodos de investigação sobre criminalidade e uso de álcool e outras drogas; 8) seminários de alunos e 9) seminários de alunos.

Forma de Avaliação:

Frequência, participação e seminário individual de artigo cientifico publicado em revista indexada de fator de impacto igual ou maior que 1,5, relacionado ao te

Observação:

NADA CONSTA.

Bibliografia:

Andrade AG, Duarte Pdo C, Barroso LP, Nishimura R, Alberghini DG, de Oliveira LG. Use of alcohol and other drugs among Brazilian college students: effects of gender and age. Revista Brasileira de Psiquiatria. 2012;34(3):294-305.
Baltieri DA, Andrade AG, Drug Consumption Among Sexual Offenders Against Females. International Journal of Offender Therapy and Comparative Criminology. 2008; 52(1):62-80.
Chander G, Himelhoch S, Moore RD. 2006. Substance abuse and psychiatric disorders in HIV-positive patients: epidemiology and impact on antiretroviral therapy. Drugs. 66(6):769-89.
Cunha PJ, Bechara A, de Andrade AG, Nicastri S.Decision-making deficits linked to real-life social dysfunction in crack cocaine-dependent individuals. The American journal on addictions. 2011; 20(1):78-86.
Fontes MA, Bolla KI, Cunha PJ, Almeida PP, Jungerman F, Laranjeira RR, Bressan RA, Lacerda AL. Cannabis use before age 15 and subsequent executive functioning. The British journal of psychiatry. 2011;198(6):442-7.
Rodgers KC. A review of multicomponent interventions to prevent and control tobacco use among college students. Journal of American College Health. 2012; 60(3):257-61.
Schuckit MA, Tipp JE, Bergman M, Reich W, Hesselbrock VM, Smith TL. Comparison of induced and independent major depressive disorders in 2,945 alcoholics. Am J Psychiatry. 1997;154(7):948-57.
Schuckit, MA. Alcohol-use disorders. Lancet. 2009;373:492-501.
Schuckit, MA. An overview of genetic influences in alcoholism. Journal of Substance Abuse Treatment, 2009;36: S5-14.
Schuckit MA, Kalmijn JA, Smith TL, Saunders G, Fromme K. Structuring a college alcohol prevention program on the low level of response to alcohol model: a pilot study. Alcohol Clin Exp Res. [Randomized Controlled Trial]. 2012;36(7):1244-52.
Silveira CM, Viana MC, Siu ER, de Andrade AG, Anthony JC, Andrade LH. Sociodemographic correlates of transitions from alcohol use to disorders and remission in the São Paulo megacity mental health survey, Brazil. Alcohol Alcoholism. 2011;46(3):324-32.
Silveira CM, Wang Y-P, Andrade AG, Andrade LH. Heavy Episodic Drinking in the São Paulo Epidemiologic Catchment Area Study in Brazil: Gender and Sociodemographic Correlates. Journal of Studies on Alcohol and Drugs. 2007; 68(1):18-27.
Solowij N, Pesa N. Cognitive abnormalities and cannabis use. Revista Brasileira de Psiquiatria. 2010; 32 (Supl l):S31-40.
Verdejo-García A, Betanzos-Espinosa P, Lozano OM, Vergara-Moragues E, González-Saiz F, Fernández-Calderón F, Bilbao-Acedos I, Pérez-García M. Self-regulation and treatment retention in cocaine dependent individuals: a longitudinal study. Drug Alcohol Dependence. 2012;122:142-8.
Weinstock J, Ledgerwood DM, Modesto-Lowe V, Petry N. Ludomania: avaliação transcultural do jogo de azar e seu tratamento. Revista Brasileira de Psiquiatria. 2008; 30(Supl I):S3-10.